sábado, 21 de novembro de 2009

indeed.

Breve a noite virá...
e hoje estará calma e branda...
e o vento quente e leve...
purificando tudo que toca,
mesmo que o que está sendo tocado não sinta...
Breve a noite virá...
e mais um dia terá ido...
e mais algumas vidas irão com ele...
e mais algumas surgirão.
Breve a noite virá...
daqui a pouco é escuridão.
e ela,
tomará conta do lado oposto ao astro principal...
Breve a noite virá...
Ah! Deixa eu fechar minha janela que me enganei,
hoje o vento está frio,
e forte.
vou ter com as estrelas.

3 comentários:

clara disse...

Quase choro, pois adoro poemas. Tenho até um caderninho especial para poemas.
Muito bem feito,
continue assim.

E.M disse...

Adorei o blog, lindo mesmo! depois dá uma passadinha lá no meu, beijinhos ;*

Alexandre Boarro disse...

Belos ideiais...gostei da forma como espõe seus poemas...adorei