segunda-feira, 27 de abril de 2009

Sabe aqueles dias em que você acorda querendo chutar o mundo e todos os problemas e as coisas que lhe incomodam?
Então...

Mas não!
Definitivamente não.

Esse dia não será hoje!
Alexandra Xavier

sábado, 25 de abril de 2009

Eu amo tudo o que foi

Bosque Municipal



Eu amo tudo o que foi,
Tudo o que já não é,
A dor que já me não dói,
A antiga e errônea fé,
O ontem que dor deixou,
O que deixou alegria
Só porque foi, e voou
E hoje é já outro dia.
   Fernando Pessoa

I don't know

Quanto mais tento entender as coisas e as pessoas e a vida e eu, mais me perco nessa inútil vontade de tentar encontrar uma simples resposta.

Meus pensamentos andam tão perdidos que nem sei como encontrá-los.
Meus sentimentos tão feridos que não sei como descrevê-los.
Sempre exigindo tanto de mim mesma que acabo esquecendo do que eu realmente quero, esquecendo de me cuidar, de viver. Sempre me cobrando tanto que acho que hoje não tenho com o que pagar.

Hoje queria correr pelos campos irlandeses e gritar até que tudo que eu sinto se expandisse e nada mais me incomodasse. Até que tudo desaparecesse a cada mísero som...
Mas amanhã eu acordo.

E talvez esteja menos confusa que agora.

E a música acordará os sentimentos...
E a liberdade ecoará em meu peito, quebrando as correntas que teimam em escravizá-los, subjugá-los e sujeitá-los as dores mais desagradáveis.

É, amanhã eu acordo.
Alexandra Xavier

terça-feira, 21 de abril de 2009

Passou...

video

É... Passado é passado...

Vai-se como o vento, leve...
Doe como quando a gente é criança e arranca a cabeça do dedão.
Amargo como jurubeba...
Azedo como o pior dos limões.
Mas quando se tem prazer em ser lembrado...
Há mais felicidade do que quando uma criança ganhava um doce.
Alexandra Xavier

domingo, 19 de abril de 2009

Mau funcionamento da razão

Sabe, estes dias não estou me reconhecendo!
Estou sendo tudo que eu sempre quis não ser!
Apaixonada, preocupada, ansiosa, orgulhosa, até tentei expor alguns sentimento! [tudo em vão!]

Apaixonar-me por alguém!?
Não! Não desejava isto!
Por mais que isto pareça bom para alguns, nunca me foi agradável!
Duvido muito que um dia eu possa acreditar que isso vá ser bom!
Bom, não costumo postar conversas, mas esta de hoje me chamou a atenção!
"Um amigo disse-me:
-Toda panela tem sua tampa!
E eu com toda a minha desilusão o respondi:
-Mas há quem nasceu para frigideira!
Quanta coisa inútil em uma conversa...
Mas ele retruca-me e diz:
-Mas eu tampo minha frigideira com várias tampas! E o fato dela não ter uma tampa espécifica é bem melhor que tivesse. Pois assim há várias possibilidades! Pense em uma panela de pressão, coitada, condenada a mesma tampa, por toda sua vida útil!"
Oh! Eu nunca havia pensado em nada assim, e por mais que seja um assunto sem nexo, me fez refletir um pouco...

Não! Não quero!

P.S.
Hoje, na realidade!
Não mais apaixonada!
Esse veneno que corre pelas veias infecta, provoca perturbações funcionais, emocionais, é tóxico e capaz de produzir uma grande disfunção racional .
É, isso me faz mal!
Alexandra Xavier

sábado, 11 de abril de 2009

Há Metafísica Bastante em Não Pensar em Nada

Há metafísica bastante em não pensar em nada.
O que penso eu do mundo?
Sei lá o que penso do mundo!
Se eu adoecesse pensaria nisso.
Que idéia tenho eu das cousas?


Que opinião tenho sobre as causas e os efeitos?
Que tenho eu meditado sobre Deus e a alma
E sobre a criação do Mundo?

Não sei.
Para mim pensar nisso é fechar os olhos
E não pensar. É correr as cortinas
Da minha janela (mas ela não tem cortinas).

O mistério das cousas? Sei lá o que é mistério!
O único mistério é haver quem pense no mistério.
Quem está ao sol e fecha os olhos,
Começa a não saber o que é o sol

E a pensar muitas cousas cheias de calor.
Mas abre os olhos e vê o sol,
E já não pode pensar em nada,
Porque a luz do sol vale mais que os pensamentos

De todos os filósofos e de todos os poetas.
A luz do sol não sabe o que faz
E por isso não erra e é comum e boa. Metafísica?

Que metafísica têm aquelas árvores?
A de serem verdes e copadas e de terem ramos
E a de dar fruto na sua hora, o que não nos faz pensar,
A nós, que não sabemos dar por elas.
Mas que melhor metafísica que a delas,
Que é a de não saber para que vivem
Nem saber que o não sabem?

"Constituição íntima das cousas"...
"Sentido íntimo do Universo"...

Tudo isto é falso, tudo isto não quer dizer nada.
É incrível que se possa pensar em cousas dessas.
É como pensar em razões e fins
Quando o começo da manhã está raiando, e pelos lados das árvores
Um vago ouro lustroso vai perdendo a escuridão.
Pensar no sentido íntimo das cousas
É acrescentado, como pensar na saúde
Ou levar um copo à água das fontes.

O único sentido íntimo das cousas
É elas não terem sentido íntimo nenhum.
Não acredito em Deus porque nunca o vi.
Se ele quisesse que eu acreditasse nele,
Sem dúvida que viria falar comigo
E entraria pela minha porta dentro
Dizendo-me, Aqui estou!
(Isto é talvez ridículo aos ouvidos
De quem, por não saber o que é olhar para as cousas,
Não compreende quem fala delas
Com o modo de falar que reparar para elas ensina.)

Mas se Deus é as flores e as árvores
E os montes e sol e o luar,
Então acredito nele,
Então acredito nele a toda a hora,
E a minha vida é toda uma oração e uma missa,
E uma comunhão com os olhos e pelos ouvidos.

Mas se Deus é as árvores e as flores
E os montes e o luar e o sol,
Para que lhe chamo eu Deus?
Chamo-lhe flores e árvores e montes e sol e luar;
Porque, se ele se fez, para eu o ver,
Sol e luar e flores e árvores e montes,
Se ele me aparece como sendo árvores e montes
E luar e sol e flores,
É que ele quer que eu o conheça
Como árvores e montes e flores e luar e sol.

E por isso eu obedeço-lhe,
(Que mais sei eu de Deus que Deus de si próprio?).
Obedeço-lhe a viver, espontaneamente,
Como quem abre os olhos e vê,
E chamo-lhe luar e sol e flores e árvores e montes,
E amo-o sem pensar nele,
E penso-o vendo e ouvindo,
E ando com ele a toda a hora.

Alberto Caeiro

O Guardador de Rebanhos

sexta-feira, 10 de abril de 2009

Sereníssima

Sou um animal sentimental
Me apego facilmente ao que desperta meu desejo
Tente me obrigar a fazer o que não quero
E você vai logo ver o que acontece.
Acho que entendo o que você quis me dizer
Mas existem outras coisas.

Consegui meu equilíbrio cortejando a insanidade,
Tudo está perdido mas existem possibilidades.
Tínhamos a idéia, mas você mudou os planos
Tínhamos um plano, você mudou de idéia
Já passou, já passou - quem sabe outro dia.

Antes eu sonhava, agora já não durmo
Quando foi que competimos pela primeira vez?
O que ninguém percebe é o que todo mundo sabe
Não entendo terrorismo, falávamos de amizade.

Não estou mais interessado no que sinto
Não acredito em nada além do que duvido
Você espera respostas que eu não tenho mas
Não vou brigar por causa disso
Até penso duas vezes se você quiser ficar.

Minha laranjeira verde, por que está tão prateada?
Foi da lua dessa noite, do sereno da madrugada
Tenho um sorriso bobo, parecido com soluço
Enquanto o caos segue em frente
Com toda a calma do mundo.

Legião Urbana

Composição: Dado Villa-Lobos / Renato Russo / Marcelo Bonfá

Mudanças são contínuas

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades,
Muda-se o ser, muda-se a confiança;
Todo o mundo é composto de mudança,
Tomando sempre novas qualidades.

Continuamente vemos novidades,
Diferentes em tudo da esperança;
Do mal ficam as mágoas na lembrança,
E do bem, se algum houve, as saudades.

O tempo cobre o chão de verde manto,
Que já coberto foi de neve fria,
E em mim converte em choro o doce canto.

E, afora este mudar-se cada dia,
Outra mudança faz de mor espanto,
Que não se muda já como soía.

Luís Vaz de Camões

quarta-feira, 8 de abril de 2009

Sinto que não sei...

Tanto de meu estado me acho incerto,
que em vivo ardor tremendo estou de frio;
sem causa, juntamente choro e rio,
o mundo todo abarco e nada aperto.

É tudo quanto sinto, um desconcerto;
da alma um fogo me sai, da vista um rio;
agora espero, agora desconfio,
agora desvario, agora acerto.

Estando em terra, chego ao Céu voando,
num'hora acho mil anos, e é de jeito
que em mil anos não posso achar ü'hora.

Se me pergunta alguém porque assi ando,
respondo que não sei; porém suspeito
que só porque vos vi, [meu senhor] minha Senhora.

Luís Vaz de Camões

sábado, 4 de abril de 2009

O que eles dizem...

De acordo com o horóscopo chinês, sou do signo de serpente...
E dizem o seguinte sobre pessoas deste signo:

"A figura da serpente inspira medo e traição, mas a Serpente do horóscopo chinês é bem diferente. Ela faz mistério do que pensa e sente, mas é puro charme e parte de sua elegância inata. Apesar de, na maioria das vezes, fazer pose, a Serpente pode ser muito fria e calculista quando precisa. Mas isso não importa para ela, que tem uma moral diferente da que estamos acostumados. As pessoas nascidas sob esse signo também são muito inteligentes e intuitivas, aproveitando-se dessas qualidades para conquistar fãs fervorosos. Sua inteligência vem do seu eterno desejo de sempre saber mais, o conhecimento é o que alimenta sua alma. É uma ótima conselheira, mas não se abre com tanta facilidade. Prefere construir seu caminho silenciosamente, por entre as brechas que vão surgindo. Com isso, você ganha tempo e consegue ser mais rápida que as outras pessoas, conquistando seu espaço com eficiência.

É romântica e gosta de sentir que á o centro das atenções de seu parceiro, mas não gosta que a sufoquem. A liberdade é essencial a esses nativos.

Embora não gosta que a controlem, a Serpente não suporta a traição e o pouco caso do parceiro. Ela pode, sim, paquerar e brincar de seduzir, mas coitado de quem tentar enganá-la. Quando apaixonada, se entrega totalmente e é muito amorosa e atenciosa. O parceiro ideal seria um que lhe desse segurança, mas que não cobrasse isso de volta.

A Serpente parece trabalhar de uma forma não muito organizada, mas ela se entende muito bem em sua "bagunça" e atua rápida e discretamente quando um problema aparece. Não tem medo de tomar decisões e é uma ótima negociadora.

As pessoas nascidas sob esse signo são rápidas e eficientes e, enquanto a maioria das pessoas ainda esta detectando problemas, ela já os identificou e resolveu. Trabalha melhor sozinha, já que tem seu ritmo mais acelerado que a maioria das pessoas.

Adora ser a confidente de seus amigos. Ávida por segredos e histórias, ela as guarda bem, mas não sente a menor necessidade de partilhar suas dúvidas com mais alguém. Raramente procura seus amigos para fazer confidências, mas tem sempre uma palavra sábia para quem a procura.

E não é que disseram a verdade!
Acho que isso diz um tanto sobre mim...
E para as pessoas que muitas vezes não me entendem seria interessante lerem, para as que convivem comigo sabem o quanto sou assim, mas muitas vezes também diferente disto.

http://www.estrelaguia.com.br/astrologia-chinesa/signo/serpente/