segunda-feira, 29 de junho de 2009

Sentir é criar.

"Sentir é criar. Sentir é pensar sem ideias, e por isso sentir é compreender, visto que o universo não tem ideias."
Fernando Pessoa

Sabe o dia em que você volta para casa desanimado?
Quando o dia foi péssimo!
Quando o dia não poderia ter sido pior!
Quando você não fez nada do que poderia ou deveria ter feito?
Quando você não deu o melhor de si?

Pois é?
Já tive muitos dias assim...

Mas hoje não!
Hoje não foi um destes dias!

Hoje cheguei em casa, com uma sensação maravilhosa, uma alegria e satisfação interna.
Que poucas vezes me permitir ter.
Hoje fiz o que eu deveria ter feito, talvez poderia ter feito mais...
Mas voltei para casa aliviada, com vontade de fazer de novo...
E de novo... E de novo!
Até que a voz não mais saísse...
Que o corpo se esgotasse...
Mas acho que ainda assim continuaria lá!
Revelando, descrevendo, pintando, reproduzindo...
Porque a realidade, não é só o que a gente pensa que é,
porque nós não somos limitados àquilo que pensamos ser,
porque podemos romper barreiras,
quebrar correntes, orgulhos e preconceitos...
Porque o verbo da vida é viver.
Com todas as letras, sílabas, sons, desejos, desenganos, perdas e desencantos.
Com toda a alegria, com toda a tristeza, com toda a realidade, com o sol, com o céu e com a lua.
Com os beijos e desilusões.
Com sonhos e sentimentos.
Com tudo simplesmente.


"Sentir tudo de todas as maneiras,
Viver tudo de todos os lados,
Ser a mesma coisa de todos os modos possíveis ao mesmo tempo,
Realizar em si toda a humanidade de todos os momentos
Num só momento difuso, profuso, completo e longínquo...

Multipliquei-me para me sentir,
Para me sentir, precisei sentir tudo,
Transbordei, não fiz senão extravasar-me,
Despi-me entreguei-me.
E há em cada canto da minha alma um altar a um deus diferente...

Saber onde estar para poder estar em toda a parte.
"
Álvaro de Campos

2 comentários:

Primeiro andar. disse...

"porque a gente não é limitado aquilo que pensamos ser"


me fala isso mais vezes.
to mal demais Álexs.
agora que o furacão maria rita ja passou, so consigo sentir dor.


te amo.

Gabi disse...

eu adoro seu blog! caraca... Fernando Pessoa faz bem! bjs