sexta-feira, 12 de junho de 2009

do lado inverso



Dia dos Namorados?
Dia do consumismo implícito!
As pessoas se deixam enganar, se envolvam por tão pouco!
Dia dos namorados!?
Oooh! Dia dos namorados são todos os dias! E não um dia especificamente criado para o consumismo e para o lucro!
Um dia para a felicidade, prazer, comemoração e luxuria de muitos, infelicidade e melancolia para alguns, ou simplesmente um dia como todos os outros para poucos.
As pessoas, por acaso, se gostam somente no dia dos namorados? Dão presentes somente no dia dos namorados? Demonstram seu amor e o que sentem somente neste dia?
Não. Não deveria ser.
O amor deveria ser explícito, deveria aflorar em todos os instantes, deveria ser real, leal e verdadeiro todos os dias, e não somente em uma data específica, em um dos dias mais lucrativos do ano.
Mas isso nem sempre acontece.



Acho que muitas vezes quando observo aquela multidão de consumidores, praticamente sem rostos, caminhando pelos calçadões do mundo, como caçadores buscando sua mais preciosa caça, as vejo assim. Mas não é somente no Dia dos Namorados não, mas no Natal, Dia das Mães, do Pais, ou quando os coelhos saem de casa, e blá, blá, blá. Como se todos tivessem mãos e bolsos, lugares e utilidades para comprar, comprar o que lhes e palpável e visível, tudo o que lhes é supérfluo, e relevante, tudo o que lhes traz status.
Sendo "consumidas" por milhares de propagandas e slogans que lhes alimentam a infinita vontade de sempre gastarem mais, mais e mais... As pessoas entram e saem de lojas e shoppings com sacolas e sacolas de bens materias, que lhes alimentam a alma!
Às vezes me pergunto se isso é normal e eu sou uma estranha em meio a tudo isto...


Alexandra Xavier


Um comentário:

Primeiro andar. disse...

Eu penso exatamente commo vc.

mas as pessos me acham mto mais consumista, sabe pq?
pq dou presentes em dias q nao sou "titulados" acha?!


realmente está tudo invertido.
a gente se completa.