sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Eu...



Sou complicada, confusa, insegura, frágil, as vezes irritante e insensível, difícil de se aturar, talvez até valha a pena.
Alguns diriam que sou muito séria e brava... Outros me acham uma tremenda palhaça.
Às vezes de meios termos...Às vezes de extremos...
Não sei mentir... (Isso não quer dizer que eu não minta, mas não gosto, nem me sinto bem ao fazê-lo)
Emburro quando não estou satisfeita, sou muito ciumenta, gosto de dançar (mas não danço nada bem) e de comer chocolate. Amo doces. Tenho medo de engordar.
Desanimo facilmente quando não vejo resultados, tento mudar isso.
Vejo as crianças e a educação como o sonho de um futuro melhor.
Canto pra ficar feliz e finjo estar pra não entristecer quem está perto [nem sempre consigo disfarçar].
Gosto de ser paparicada, sou muito orgulhosa , tenho reações imprevisíveis, sou chorona.
Tenho receio da solidão, porém me sinto bem quando estou só.
Medo de rejeição, mas nada que o tempo ou nos faça esquecer ou aumente mais a agonia.
Tenho pavor de envelhecer e uma dor na cabeça que às vezes é insuportavel.
Não sei perder!!!! - mas disfarço legal.
Perfeccionista até demais.
Adoro desenhar, escrever, ler o ouvir músicas.
Não gosto de muito de carne, nem de cebola, mas como assim mesmo.
Gosto de estar no comando.
Às vezes imprevisível.
Magoei pessoas que mereceram.
(mas ainda assim me arrependo).
Amei pessoas que não mereciam.
(mas ainda assim não me arrependo).
Não sei contar piada, mas gosto de fazer as pessoas rirem.
Sou cheia de desejos, objetivos e sonhos.
Luto, choro, brinco, brigo e rio
...
Sou correta, careta e travessa..

Sou simplesmente, eu mesma...
Quando gosto de uma música ouço até os ouvidos não aguentarem mais.
Sou exagerada!!!
Desastrada!

Não gosto de visitar doentes.
Não vou a velórios.
Acho que já fui usada, já usei, já fiz chorar, já chorei.
Às vezes sou cruel, falo pra machucar de propósito.
Às vezes sou má.
Às vezes chego a ser péssima.
Às vezes sou legal.
Tão legal que chego a ser besta.
Prefiro falar a verdade mesmo que magoe.
Rio do nada, rio sozinha...
Estou sempre rindo de tudo mesmo que não tenha graça. O sorriso estará lá.
Sabe que eu gosto desses três pontinhos... Reticências... Parece que continua...
Odeio pontos finais.
Pontos finais são chatos.
Dão uma idéia de que chegou ao fim...
Porém as reticências são complicadas...
Justo por darem uma idéia de continuação...
Eu? Sou desconfiada, mas acabo sempre acreditando nos outros.
Não consigo não perdoar.
Por pior que tenha sido o acontecido.
Nunca usei drogas, ilícitas... Mas sou viciada em tanta coisa.
Jogo truco, (na sala de aula, campeonato familiar, com os amigos).
Não sei dizer "NÃO", mas estou tentando aprender...
Fora tudo isso, uma pessoa carismática, cômica, e... Dramática!
Por vezes carente, outras estúpida...
Às vezes apática, na maioria simpática, empática também. Sempre modesta!
Nem sempre de bem com a vida..

Paradoxal? Na maioria das vezes...

Alexandra Xavier

6 comentários:

Anônimo disse...

Acho que eu tbm sou um pouco disso, as vezes quase tudo e muito mais, mas você... É muito complexo tudo que sente, parece que até doi sentir tudo isso? Um aperto no peito!

Leh disse...

Oh! Não! è muito simples ser!

eduardo graça disse...

...

Leh disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sirigaita disse...

que bonita!! :)

gostei do texto..demonstras conhecer te muito bem!Nas qualidades e nos defeitos

um beijinho magico e obrigada por teres adicionado o meu blog*

muah

Leh disse...

Obrigada!
Às vezes até tento me conhecer, mas sou um tanto imprevisível...