segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Amar?

O amor não existe.
Não passa de uma ilusão criada pelos fracos, pelos sonhadores.
As pessoas querem acreditar que existe, porque acaba sendo conveniente,
mas no fim é sempre a mesma história.
Amamos nossos desejos, nossas idealizações, e quando percebemos
que não é mais o que nos interessava, já não há o mesmo sentimento.
A gente só acredita enquanto é viável acreditar, enquanto nos faz bem, mas depois tudo se dissipa.
Mas existir. Não existe.
É só um pseudo-sentimento. 


"se o mundo é mesmo parecido com o que vejo, prefiro acreditar no mundo do meu jeito."

5 comentários:

Jorge disse...

Plenamente de acordo. Amemos somente o amor em si. Colocar o amor sobre alguém, é como colocar uma pedra de gelo no chão!

Alexandra disse...

Isso aí Jorge! E a melhor parte é que não há o risco da decepção.

Primeiro andar. disse...

é bem isso mesmo..e isso só prova como somos egoístas. hunf!

César disse...

oi
mas o amor é exatamente igual à felicidade: nao somos felizes...estamos felizes.

concordas?

abraços.

Alexandra disse...

Não que seja exatamente igual, têm certas características comuns.. A felicidade também é um estado momentâneo, algo passageiro...