sexta-feira, 13 de agosto de 2010

não sei o que você espera de mim.

Só estou tentando seguir minha própria vida,
talvez eu tropece, caia, quebre a cara, mas eu quero viver, quero aprender.
Amo muito todos eles, e sei que não está sendo fácil para ninguém.
Mas tenho que tentar trilhar o meu caminho, talvez estejam precisando de mim. Talvez não, tenho certeza disto, sabia que não seria fácil em nenhum momento, nunca disseram que seria, mas eu preciso tentar, não quero que me façam arrepender das decisões que estou tomando, sei que me apoiam, bem lá no fundo, sempre confiaram em mim, preciso que continuem confiando.


'e nesses dias tão estranhos,
fica a poeira se escondendo pelos cantos.'

2 comentários:

Primeiro andar. disse...

e pode ter certeza que mais do que eles..eu tbm confio.
e confio muito.
e te vejo só lá na frente..bem lá na frente, se diferenciando, se destacando..afinal a gente nunca foi igual a ninguém né?!


e eu amo muito vc.

Alexandra disse...

Ah! Assim vc me faz chorar!
tb te amo muito!
obrigada por tudo juuh.