sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Sabe aquele sorriso idiota de orelha a orelha?
Pois é! [se tiver criatividade de imaginar, é esse aí mesmo, se não, 'perdeu playboy', se quiser olhar minhas fotos deve haver algumas assim também], se não, o azar não é meu.
Mas voltando ao assunto... é ele mesmo, que está sempre estampado em meu rosto. =D
[incrível] Às vezes, me pergunto como consigo. E até duvido.


Sabe que às vezes eu sou irritante, um tanto insensível, insegura, um pouco estúpida com as pessoas ao meu lado e... Me arrependo disto, sempre. [pode crer] Mas é só às vezes.[melhor avisar antes né!]
[Mas ainda há quem discorde disto...]
E digam que sou uma doce e meiga menina, calma e introspectiva! Pode!? [Minha mãe que o diga!]

Mais desastrada que eu, só duas de mim juntas!
Já grudei macarrão no teto, já quebrei tantas coisas que nem chutaria uma quantidade para não parecer tão anormal... Já quebrei o braço, já cai de um pé de manga, já pesei em umpintinho, [tadinho, morreu], já cai de bicicleta, quase atropelei um velhinho que não olhou para os dois lados da rua antes de atravessá-la, já li Dom Casmurro, já assisti Titanic, já fui ao cinema para assistir filme no corredor [super lotação], já tive um amor platônico [querer e não ter, crueldade isto! Né!], já perdi um campeonato de truco [meu pai me paga!], já colei, já passei cola, já destrui algumas vidrarias da aula de química, já dancei, toquei e fiz dançar, [literalmente], já gostei não gostando, tive não tendo, perdi não perdendo, já namorei à distância, já fiz Pedagogia, já fiz 20 anos, já pulei o muro da escola [ah! se minha mãe descobrisse!], já perdi uma irmã [a luz do meu dia], já fiz teatro, dança de rua, dança do ventre e balé, já brinquei de passa anel, já tive medo de fantasma e do velho do saco, já toquei campainha e corri, já fui cdf, já usei óculos e aparelho, [que medo!] já morei em Minas e nadei no São Francisco, já fui pior, melhor ou diferente de hoje, mas sempre eu mesma, nem sempre íntegra, risonha na maioria das vezes, mas simplesmente assim...

Sei que não sou a pessoa que todos queriam que eu fosse, mas sei que sempre estarei disposta a ajudar quem quer que seja, até onde e como eu puder, mas nem sempre do jeito que essa pessoa espera que seja, pois todos cometemos falhas, ninguém é perfeito mesmo![quem dirá eu, reles mortal.]

Sei que sou um tanto complicada...
Aos olhos dos outros...
Mas me entendo... Em "alguns momentos" perfeitamente.

Sei que nem sempre estou de bom humor [embora tente sempre demonstrar], de bem com a vida ou certa em todos os momentos [fato], porque isto nem existe mesmo, pois um problema pode ter várias soluções, e a minha pode não ser a melhor , mas, espero que seja a mais conveniente naquele momento... [filosofei.com]

Sei, como todos deveriam saber, que não somos perfeitos, cometemos erros, mas os cometo sempre em função de acertar... [porque um dia eu chego lá! e se souberes o caminho certo, desenhe um mapa com todas as coordenadas, porque tu és com certeza um dos poucos.]

2 comentários:

Primeiro andar. disse...

Ahhhhhhhhhhhhh SAUDADE MONSTRO de ti guria !
muita mesmo.


puta amei o texto. teve uma parte que amei loucamente. sabe qd vc ama muito ao ponto de pensar PORQUE NAO ESCREVI ISSO PRIMEIRO?
entao..pra vc ver que amei mesmo.



vem me ver?

Leh disse...

Huuun... Que bom que gostastes...

Sei sim! Isso acontece muitas vezes comigo!

Quero muito ver-te!